Relembrando como começou e como ainda é...

em

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Hoje o post é só textos minha gente! Sim, sei que tem gente que vai me apedrejar por isso, mas o assunto pede muita escrita. Poderia fazer um vídeo explicando melhor, vou tentar, mas pra não ter problemas é melhor já informar escrevendo mesmo. Quem tem preguiça aguenta um pouquinho que em breve libero de um jeito mais fácil de entender.

Desde quando o blog surgiu a galera sempre quer saber como tudo começou, quando descobri que realmente valia a pena investir, e essas coisas que todo mundo busca quando começa um também. Eu particularmente adoro contar essas histórias, porque é parte do meu cotidiano à quase 2 anos sabe? É como narrar a melhor época da minha vida pra vocês, e sintam-se demais, porque vocês estão presentes em grande parte dela. 

Pra (tentar) não deixar o post tão imenso e/ou cansativo, divide em alguns tópicos que vão facilitar nessa descrição de origem do blog e claro, muitas dicas pra quem tá começando nessa blogsfera atual.

Como começou?
O Usando Tudo surgiu à alguns anos atrás, eu morria de preguiça mas sempre quis ter um blog, mas o atualizava porcamente (tipo como está agora, infelizmente). Teve uma fase que eu desisti, achei muito cansativo, por mais que não pareça requer muito tempo. Foi ai que o Felipe entrou na minha vida e falou "Vai atrás dos seus sonhos menina!" e o blog voltou. Passei um óleo de peroba na cara e ressuscitei com tudo. No começo tudo é mil maravilhas, você fica super animada e tudo que vê no mundo quer postar pra suas leitoras. É incrível, ler os primeiros comentários, as primeiras curtidas e inscrições, é a sensação de ver que o seu trabalho está dando resultados e que você está no caminho certo.

Quando percebeu que valia a pena?
Eu sempre investi pesado em muita publicidade gratuita do blog em redes sociais. Mas vale lembrar que você não pode ser a chata que todo mundo excluí porque vive enchendo o saco com links e pedidos de visitas. Eu sempre tentei fazer de uma forma descontraída, com algo em troca (sorteios por exemplo). Uma das grandes "jogadas" foi quando sai na Capricho como It Girl, eu aproveitei que todas garotas que acessavam o site estavam me adicionando, e ao aceitá-las enviava o link da FP do blog pedindo que elas curtissem. Em menos de 1 mês já se acumulavam 4 mil curtidas, e hoje já tenho quase 6. Foi aí que percebi que realmente era importante continuar, e passei apenas à cultivar o meu cantinho para que mais leitoras pudessem surgir, e valeu a pena!

Domínio, hospedagem, e aí?
Um pouco antes dessas coisas que citei a cima acontecerem eu já havia providenciado o domínio e hospedagem do blog. A melhor solução para quem não pensa em gastar muito com layout, e quem também não manja dos paranaue cibernético é se manter no blogspot.com , como eu fiz. Eu nem imagino como deve ser fazer o blog ter domínio próprio hoje em dia, porque a interface do blog mudou, mas essa não é a pior parte. Com o blogspot, você tem uma interface mais dinâmica e fácil de mexer, consegue atualizar as postagens, a decoração do blog por html ou não com muito mais facilidade. Usando aquelas plataformas desconhecidas que nunca se viu na vida (a maioria termina com ".com.br") além de você ter que desembolsar uma boa grana pra criar um layout, você também vai sofrer horrores na hora de atualizar. Antes de fazer isso aqui no blog, eu caí em uma ideia de fazer tipo essas coisas e gastei grana a bessa em um domínio que nunca deu certo, porque para coloca-lo no ar eu precisava de pagar alguém e blá blá blá. Então a minha dica é: acesse o blogger, crie seu blog e torne-o ".com" pra nãos e arrepender.

Como organiza o seu tempo para postar?
Acho que esse é o maior ponto negativo daqui. Todo mundo reclama da irregularidade das postagens, sem dia e hora marcada, quando dá e quando sobra tempo. Eu fico frustada por ser assim, quero deixar tudo anotado, separado, agendado, marcado, para que as leitoras acessem o blog no dia e a na hora certa e encontrem coisas novas sempre. Mês que vem começo no novo estágio, e vai ficar mais puxado ainda, mas vou aproveitar a correria para organizar as minhas tarefas e encaixar uma das mais importantes que é atualizar o blog. Na minha opinião a melhor maneira é anotar tudo o que você quer fazer em um caderninho e dividir nos dias da semana em que você pode postar, exemplo: terça-feira fazer um tutorial em vídeo sobre decoração, quinta-feira look do dia em tal lugar e assim vai. Além de deixar os posts diferenciados (aquela coisa de maquiagem todo dia, decoração todo dia, enjoa né?) você também consegue visualizar tudo o que entra no blog com mais rapidez e assim melhora nas postagens.

Conseguir leitores foi difícil?
Foi como eu disse. Sem sombra de dúvidas a melhor maneira é a divulgação, sem ser a velha chata, óbvio. Mas compartilhar em uma página no FB de blogueiros, ou acessar um blog que você curte e deixar o seu link, mandar para alguns amigos mais íntimos pedindo um help e essas coisas. Mas o que realmente fez o número de leitores subir foi aparecer em mídias sociais, como: revistas online, blogs conhecidos, sites famosos, programas de televisão. Para que isso aconteça, é sempre bom ficar por dentro de assuntos sobre Concursos Culturais, promoções, e toda oportunidade que você tiver de colocar o seu nome e o seu link em qualquer veículo de mídia. Ao sair na Capricho, eu tive a chance de dar várias entrevistas para programas locais aqui da minha região que ajudaram muito na divulgação do blog. Logo em seguida veio as revistas online, jornais e etc. 

Quando as parcerias vão aparecer?
Quando as lojas, empresas, marcas, percebem que o seu blog é um grande meio de divulgação elas te procuram. Mas isso é bem difícil hoje em dia com tantos, mais tantos, blogs que falam do mesmos assuntos. Pra mim a melhor forma de conseguir parcerias é o boca-boca. Sempre que entro em uma loja de roupas, calçados, acessórios e qualquer outra coisa, comento com a dona ou vendedora sobre o blog. Quem se interessa sobre o assunto pede o link e eu passo. Estou pra fazer cartõezinhos tem tempo, essa é outra coisa que você tem que providenciar imediatamente, e após feitos, entregue-os até para o padeiro que passa na sua porta. Assim, ele ficará conhecido primeiramente na sua região (o que é super importante, pois aonde você for as pessoas irão te reconhecer e as lojas vão querer te ter pra sempre) e consequentemente as pessoas de outros estados também vão ficar sabendo do seu trabalho, devido ao sucesso que estará fazendo na sua cidade.

O que fazer para não perder a força de vontade?
Tanto quanto temos milhares de blogs em alta, também temos milhares abandonados, porque as pessoas acham que vão ficar ricas e famosas com uma semana após terem criado. Não é assim. É um processo gradativo que exige muita, mas muita força de vontade. E não é atoa que muita gente tornou isso um trabalho de verdade, e quem realmente se dedica consegue muita grana! Dinheiro não é a minha maior prioridade, mas é claro que não vou negar nunca se não denegrir os princípios pelo qual eu escrevo aqui. Mas o principal problema é não perder o objetivo. Se a sua intenção com o blog é ter grana, divulgue-o o máximo que puder para que os anunciantes lhe ofereçam valores altos por publicidade. Já se o seu foco for ficar popular, mostre a cara em tudo quanto é mídia que existe por aí. Se você quer escrever simplesmente porque gosta, ou quer trocar ideias, continue nessa vibe que as coisas vão surgir naturalmente se você realmente levar jeito pro negócio. A minha maior dica é nunca deixar as postagens para segunda opção (tô nesse clima ultimamente), se você precisa dormir e postar, deixe pra dormir depois e pense que aquele post pode te gerar milhares de pageviews. A ideia é claro, tentar acoplar as atualizações do blog com o seu cotidiano, não deixando um interferir no outro, mas esse é um desafio dos grandes que causa muito stress, namorado bravo por estar sendo trocado, mãe mandando você fazer algo que preste, amigos te chingando por não poder sair com eles e coisas desse tipo que com o tempo você começa a acostumar.

Sei que ficou gigantesco e os tópicos ajudaram pouca coisa para amenizar isso, mas estou louca para saber a opinião de vocês em relação a isso. Tanto das blogueiras mais véias quanto das que começaram a se aventurar agora. Vamos compartilhar nossas histórias? 

Clicando aqui você consegue ver todos os posts com relação à criação, postagens, dicas de como manter o blog e tudo mais.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...