"Por que você se cobra tanto?"

em

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Desde Agosto, venho recebendo coisas desse tipo. Por e-mail, mensagens, pessoalmente ou virtualmente, sempre tem alguém querendo me fazer entender que eu 'só tenho 16 anos'. E da mesma forma como eu não consigo compreender o que as pessoas que me falam isso querem dizer, eu também não posso cobrar que elas entendam ou aceitem o meu ponto de vista, mas, graças à democracia, sou livre para ser diferente e expressar o que acho sobre qualquer assunto que me convém dizer.

Sempre fui 'encorpada', minha genética me privilegiou (ou não) de ter antecipado algumas aparições provavelmente mais tardias no meu corpo. Tipo os seios. Desde os meus 11 anos eles começaram a surgir. Na época onde nenhuma amiga ia pra escola de sutiã, lá estava eu usando tamanho 38 no busto. Eu odiava. Me sentia péssima, naquele momento. Depois que fui para o Ginásio (escola de 5ª à 8ª série) comecei a olhar de uma forma positiva: eu chamava atenção dos meninos por ter os seios maiores dos que as outras garotas. E como qualquer menina de 12 anos, comecei a pensar que isso deveria ser super mágico. Trágico.

Só que exatamente nessa época, meu corpo mudou MUITO, comecei a engordar loucamente e fiquei toda 'parruda'. Não era super gorda, era uma gordinha bonita, sabe? Então nem ligava. Usava blusa com decote mostrando a barriga, saia pra mostrar as pernas que já eram grossas, mais uma vez me diferenciando das minhas amigas. Me sentia o máximo na aula de Educação Física. Até que comecei a engordar mais e mais, e passei a me sentir mau (muito mau) em relação a isso. E essa diferença começou a vir na minha cabeça de uma forma totalmente inversa, como se ter peitos e pernas grandes fosse uma droga e não um ponto positivo, porque afinal, pra eles surgirem a minha barriga e meus braços também tiveram que vir de brinde.

Aí comecei a fazer Academia como qualquer garota de 13 anos faria: sem compromisso algum. Fiz meus pais pagarem 2 anos de plano mensal, pra ter um motivo pra malhar sempre, e acabei indo só 1 ano completo. Mas nunca deixei de comer nada, então nunca perdi, só mantive a gordura e ganhei alguns músculos. O que posso dizer que me deu um 'level' atualmente, porque voltei a malhar já sabendo bastante coisa e tendo algum entendimento do meu físico. Aí parei. Continuei a gordinha de rosto bonito da turma. Comecei a namorar o Felipe, e por ele ser louco por Academia, acabei voltando com um acompanhamento da minha ex nutri, a Auriene (que se Deus quiser vai assumir a missão novamente). Emagreci quase 10kg em 3 meses. Tudo bem natural e com uma qualidade excelente. Sem dúvidas a ajuda médica me incentivou muito nos hábitos. Tanto que nessa nova fase que tenho vivido atualmente, coloco 99% das coisas que aprendi em prática.

A minha dieta estava saindo muito cara. Comecei a desanimar por conta das aulas à tarde que eu tinha no ano passado, e acabei desistindo mais uma vez. Recuperei TUDO de novo. E em Agosto desse ano, como comecei dizendo no texto, decidi que seria a última chance que eu daria à mim mesma. Mas não seria só por um prazo, e sim pra vida. E eu realmente quero isso. Ter hábitos saudáveis mudou completamente minha rotina, meu ponto de vista, meu modo de pensar e tudo mais. Nunca fui de olhar ingredientes, valor nutricional de qualquer alimento, e hoje em dia é a primeira coisa que eu faço quando vou comprar algo. Fica automático e as vezes me pego parada no Mercado durante horas lendo a composição de um iogurte, biscoito e coisas do tipo. 

E por que eu me cobro tanto? Porque quero me superar. Começar cedo e não perder tempo como milhares de pessoas fazem. Meus pais nunca ligaram de comer pizza 3x por semana. E eu cresci assim, mas percebi, antes da hora, graças à Deus, que eu não preciso obrigatoriamente seguir o que o mundo ou a família faz atualmente. Eu troco sim o meu pedaço de pizza por uma salada com tomatinhos, brócolis e ervilhas, porque eu gosto disso! Gosto de saber que o que estou ingerindo faz 100% bem para o meu corpo. Que ele será muito mais bem vindo em mim do que mussarela, bacon e calabresa. É bom? É. E se um dia eu sentir vontade, eu vou comer, nas minhas porções é claro, porque a principal coisa que aprendi com essa reviravolta que minha vida teve é que: o segredo da vida é manter o equilíbrio. Comer por prazer e não para ficar 'cheio'. Respeitas suas vontades, o seu corpo, os seus limites. E se o dia pedir um chocolate, coma um 50% cacau. Irá acalmar os nervos da mesma forma e no final do dia você não irá se culpar por ter feito isso em plena terça-feira.

Comecei a entender que não adianta você comer tudo o que quer e depois 'compensar' na esteira ou bicicleta. O que define a sua perda de gordura ou ganho de massa magra é a sua dieta e ponto. A intenção é se reeducar. Não é ter uma cobrança. É realmente mudar de vida. Escolher comer coisas que você mesmo fez em casa, depois de um dia de correria, mas com o maior prazer do mundo em saber exatamente a forma como aquele alimento foi feito, porque afinal, foi você quem fez. 

Esse tipo de vida tem me consumido. Não deixo de sair com os meus amigos, não deixo de almoçar com a família nos finais de semana, e sim sempre como arroz e feijão no Domingo, porque o cheirinho faz meu estômago roncar na hora. E não comer carboidrato na durante a semana no almoço é pelo simples fato de não sentir falta. O seu organismo funciona da seguinte maneira: quanto mais você come, mas você precisa/sente falta e quanto menos você come, menos sentirá ou precisará. É simples. Você se acostuma.

Creio que muita gente não chegou até aqui, mas se esse não é o seu caso, fique ciente: minha vida é incrível! Amo estudar, trabalhar, malhar e cozinhar. Porque essa é a minha rotina de segunda à sexta e não queixo disso. Fico acabada, mas a coisa que mais me relaxa no dia é poder ir treinar quando chego em casa depois do estágio. 

E se você anda preocupado com a minha cobrança comigo mesma, não fique assim. Tenho tido os melhores momentos com o meu espelho, realmente fazendo as passes, e isso torna qualquer mulher (ou garota) mas confiante. E se você quer entrar nessa, não ligue para opinião de ninguém. Mudar os hábitos não tem mês e nem dia. Pode ser em uma quinta-feira ou num Sábado, e daí? O seu corpo é o seu reflexo. Físico e mental. Viva bem, da sua forma, lave a alma, seja feliz, ria e realiza as suas vontades. E lembre-se: EQUILÍBRIO SEMPRE!

Acompanhe todas as dicas sobre alimentação, suplementação e atividades postada no blog, clicando nesse link.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...