"Como alguém sem minhas inseguranças escolheria minhas roupas"

em

terça-feira, 1 de março de 2016

Vocês já notaram que o assunto predominante no blog agora vai ser moda (de novo ♥) né? A ideia de compartilhar looks diários nunca me deixou tão feliz! Em um dos posts do BuzzFeed (site que acompanho e amo!) eu encontrei essa publicação e fiquei doida pra compartilhar com vocês, porque retrata basicamente tudo que eu quero mostrar na tag "Outfit Day" aqui no blog (clique aqui para conhecer) e a ideia desse projeto que o BuzzFeed criou é exatamente mostrar o quanto nos privamos, diversas vezes, de usar algo que achamos bonito por conta de inseguranças, complexos e etc e comprova que isso é algo criado por nós mesmo, que as pessoas que estão ao nosso redor no dia a dia não se atentam para esses pontos que nos incomodam tanto. Vocês já pararam pra pensar como seriam os seus looks se você não tivesse todas as suas inseguranças? Uma colunista do site fez exatamente isso!

"Eu sou a Nina. Gosto de moda, mas não sou uma rainha do style. Quando encontro um item que gosto e que cai bem em mim, me agarro a ele PARA SEMPRE. Em um dia comum costumo usar top cropped, saias, acessórios dourados, cabelo ondulado e um casaco." Assim como todas nós que quando encontramos algo que achamos que cai bem no nosso corpo, mantemos ele presente em quase todas as peças (eu sou assim com saias de cintura alta!) e com isso nos impossibilitamos de experimentar modelos novos!

"Eu quero diversificar as peças do meu armário. Ele está cheio de roupas que eu não uso porque são as acho arriscadas. Isso quer dizer que eu evito vestir looks que me deixam insegura, como roupas que mostram os braços, vestidos muito justos ou algo que tenha cintura alta. Eu me escondo atrás dos meus casacos e das minhas combinações básicas de peças pretas. Mas meu namorado, Chris, não me vê do jeito que eu me vejo. Então eu queria entender como alguém que não tem minhas inseguranças escolheria minhas roupas por uma semana."

AS REGRAS

1. Eu deixaria Chris escolher minhas roupas, sapatos, penteado e maquiagem durante sete dias.
2. Chris poderia comprar quatro ou cinco novos itens e combiná-los com roupas que eu já tinha em meu guarda-roupa.
3. Eu não contaria a ninguém que estava realizando esta experiência, para obter reações genuínas.
4. Eu não revelaria minhas opiniões sobre as roupas escolhidas por ele até o fim do experimento.

SEGUNDA:
Por que Chris escolheu este look: Eu nunca tinha visto Nina usar uma camisa de colarinho, por isso escolhi essa para matar minha curiosidade. Ela raramente prende o cabelo, então eu escolhi um rabo de cavalo alto, tanto para tentar algo diferente como para deixar o colarinho visível. E já que as orelhas não estavam mais cobertas, colocar brincos foi algo natural.
Revelações de Nina sobre o 1º dia: Eu fiquei impressionada com este visual casual chique. Eu não sou uma grande fã de camisa de botão, porque tenho seios grandes, mas esta realmente funcionou. Que fique claro que Chris me disse para dobrar a barra do meu jeans, mas eu raramente uso calças, então ele SENTOU NO CHÃO e as dobrou para mim, como se eu fosse uma criança. Eu também nunca uso meu cabelo preso, porque acho que isso faz minha cabeça pequena parecer ainda menor, mas muitas pessoas pararam para me dizer que estava bonito. Talvez ele tenha acertado.

TERÇA:
Por que Chris escolheu este look: Nina possui um número excessivo de vestidos e sapatilhas muito bonitas, então eu queria vesti-la com uma combinação que eu sei que ela gosta, mas de uma forma que ela nunca tivesse usado antes. Para minha alegria, descobri este vestido floral, escondido entre outras roupas há muito tempo esquecidas.
Revelações de Nina sobre o 2º dia: Chris me fez usar sombra azul-prateada para “combinar” com meu vestido e sapatilhas azuis. ARGH. Sou MUITO insegura com meus braços flácidos e achava que as pessoas ficariam olhando para as gordurinhas. Ninguém pareceu notar. Me senti perdida sem um casaco para funcionar como aquele cobertorzinho de segurança que você usa quando é criança. Este penteado mostra que a parte inferior do meu rosto é muito redonda, então eu acho que fiquei com cara de sapo. Uma colega de trabalho me disse que eu parecia “uma garota de 13 anos de idade indo para a igreja”. Senhor.
QUARTA:
Por que Chris escolheu este look: Nina costuma se vestir de forma mais recatada (e adorável), então eu queria experimentar algo indiscreto. E eis que um casaco de couro preto saltou do cabide, o complemento perfeito para o lado corajoso de Nina. O chapéu foi uma aposta, e eu achei que ficou muito bom.
Revelações de Nina sobre o 3º dia: MEU DEUS, O CHAPÉU. Eu podia muito bem ter entrado no escritório e gritado: “ESTOU USANDO UM CHAPÉU, O QUE VOCÊS ACHAM?!” Eu me senti usada, mas muitas pessoas vieram me dizer que elas gostaram. Eu normalmente só usaria esse colar com tops de corte alto porque ele literalmente apunhala meus peitos. Nós também tivemos que procurar na internet “saia jaqueta de couro” antes de Chris acreditar que as mulheres usavam saias junto com jaquetas de couro.

QUINTA:
Por que Chris escolheu este look: Eu não queria desviar a atenção do cachecol, então eu o cerquei de tons neutros. Parecia que o único par de tênis que ela tinha eram daqueles de correr; mas fomos ao shopping para comprar outro. Para finalizar, eu lembrei do sucesso do chapéu de ontem e segui a mesma linha, dessa vez com um gorro.
Revelações de Nina sobre o 4º dia: Esta pode ter sido a primeira vez que eu usei calça jeans duas vezes na mesma semana *arrepio* Este visual parecia meio descuidado. Pelo menos a roupa anterior era mais marcante. O gorro também deslizava para fora da minha cabeça, o que eu tomei como um sinal do universo de que eu não deveria usar chapéus. A única salvação foi o meu precioso delineador de gatinho.
SEXTA:
Por que Chris escolheu este look: Ela quase nunca usa calças e certamente nunca usa roupas como estas. Então, por uma questão de experimentação, eu puxei esta explosão de cor da prateleira, tendo plena consciência de que ela seria a parte mais chamativa do look. Os saltos dourados combinaram muito bem e o visual ficou uma coisa meio Studio 54.
Revelações de Nina sobre o 5º dia: Ó Senhor, esta calça é a peça de roupa mais imperdoável que eu já vesti. É exatamente por coisas como essa que eu fico longe da cintura alta. Em geral, esse modelo grita “AQUI ESTÁ A VAGINA DA NINA”. Mas é engraçado como a calça acabou gerando uma tonelada de elogios. Fiquei chocada. As pessoas realmente me veem como uma garota boho? Eu ainda não entendi a combinação de meus saltos ultraelegantes com esta calça hippie doida. O que você está fazendo, Chris.

SÁBADO:
Por que Chris escolheu este look: Uma noite de diversão pedia algo confortável, mas com um pouco de brilho. Eu achei que este vestido estampado, amassado em uma pilha de roupas no canto de seu quarto, resolveria o problema, acompanhado por umas botas.
Revelações de Nina sobre o 6º dia: Eu comprei este vestido um ano atrás e o vesti pelo menos 10 vezes e pensei: É, não. Eu não sou essa pessoa corajosa. Vesti-lo para sair à noite me fez pensar: Por que eu estava tão insegura? Não é um desvio enorme de como eu normalmente me visto, mas ainda era diferente. Ele é estampado e brilhante demais para os padrões de uma pessoa que acredita que azul-marinho ou cinza podem ser considerados uma explosão de cor. Mas eu me senti bonita, corajosa e pronta para enfrentar a noite.

OS FAVORITOS:
Chris: Eu fiquei em êxtase com a forma como o conjunto de quarta-feira ficou. Depois de montar o traje punk rock, ainda no auge da criatividade, eu olhei para o chapéu. Este seria o elo perdido? Eu resolvi este Cubo de Rubik da moda feminina? Eu não iria *tão* longe, mas com certeza gostei e me senti confiante de que ele faria cabeças virarem.
Nina: O visual de sábado foi o meu favorito disparado. É provavelmente o mais próximo do meu estilo atual, mas ele me empurrou um pouco para fora da minha zona de conforto. Claro, eu estou vestindo cores e uma estampa doida, mas eu ainda olho e sinto como se fosse “eu”. Apenas uma versão um pouco mais confiante e atrevida de mim.


CONCLUSÕES:
Chris: Eu me diverti muito. Eu pude brincar com todas essas peças que ela deixava de lado e para as quais ela nunca olhava e esse processo em ensinou muito sobre moda. A experiência também me fez passar a respeitar o esforço que as mulheres fazem para se vestir e se sentirem bonitas. Eu acho que essa semana Nina usou algumas peças que ela sequer havia considerado usar antes e ela conseguiu segurar os looks. Ela é uma mulher bonita que fez com que as minhas escolhas, mesmo que malucas e meio bagunçadas, ficassem fantásticas.
Nina: Eu passei anos dizendo para mim mesma que eu não poderia usar certas coisas. Mas depois de algumas horas usando essas roupas, eu me esqueci que deveria estar sentindo vergonha dos meus braços ou da minha barriga. Eu também descobri que eu não odeio chamar a atenção tanto quanto eu pensava que odiava. Eu adorei quando as pessoas vieram em cumprimentar por causa do meu chapéu ou das minhas calças malucas. Eu posso escolher visuais super diferentes e se eles não ficarem bons, o dia vai acabar e a vida segue. Eu estou muito feliz por ter feito esse experimento junto com o Chris. Eu deveria ver meu corpo e tratá-lo do mesmo jeito que ele fez: eu posso usar a roupa que eu quiser.

Eu gostei tanto desse desafio que tô pensando seriamente em adotá-lo aqui em casa. O que vocês acham? Hahaha
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...